quarta-feira, 9 de novembro de 2016

6 razões pelas quais resolvi escrever (e falar) sobre dinheiro

Pessoas mais próximas têm vindo me perguntar por que eu resolvi escrever sobre dinheiro, deixando de lado outros temas que costumo tratar aqui no blog, especialmente o tema da política, sobre o qual escrevi bastante nos últimos anos. Logo eu, que tanta gente ainda acha que sou comunista devido aos meus posicionamentos em favor de governos que considero progressistas! 

Eu e minha primeira postagem sobre dinheiro

Pois é, para surpresa de muitos e decepção de alguns, sou capitalista, gosto de dinheiro, gosto de ter coisas materiais (embora tenha passado um tempo sem admitir isso) e meu apoio a determinadas correntes políticas nada tinha a ver com comunismo, muito pelo contrário, foi por uma visão capitalista que eu mantive o meu apoio. Para responder a todos — até para os que não perguntaram diretamente — listo abaixo seis motivos pelos quais resolvi colocar dinheiro como tema central dos meus escritos:

1.  Me curei do nacionalismo
A razão maior de tantos textos políticos era um forte sentimento de nacionalismo que carreguei comigo durante anos, do qual felizmente me curei depois de sofrer bastante por uma nação que não faz por merecer tal sentimento. Uma vez livre daquela necessidade que sentia de defender o país dele mesmo, não havia mais razão para escrever tanto sobre essa temática. Aproveitei o ensejo e fechei o leque de assuntos que costumo tratar para me focar em um tema específico sobre o qual tenho estudado nos últimos anos: a capacidade que todos podemos ter de atrair e também criar riqueza material.

2. Dinheiro chama atenção
Eu evidentemente não falo só de dinheiro, falo principalmente de mudança de padrões mentais e eliminação de crenças limitantes, de modo que qualquer pessoa possa ser capaz de atrair para si o que deseja para realizar seus sonhos. Acontece que se eu usasse termos como  "abundância material", "conexão" ou mesmo "Lei da Atração", não despertaria tanta atenção quanto a palavra "dinheiro". Dinheiro portanto não é o único assunto dos meus textos, mas esse substantivo junto com as minhas fotos “causadoras” com notas e moedas são um grande chamariz para a temática que apresento.

Postagem "causadora" nas redes sociais :)
Veja outras na minha fanpage no Facebook

3. Eu gosto de dinheiro
Como já mencionei em outros textos eu gosto de dinheiro. Gosto tanto que quando criança sonhava em ser o Tio Patinhas. A vida acabou tomando outros rumos e me pondo em contato com correntes ideológicas que me levaram a renegar o sonho de riqueza material, de forma que para retomar meu rumo de vida original tive de passar por uma reconciliação com meu rico dinheirinho, mas no fundo nunca deixei de gostar dele. Faltava escrever sobre, já que dentre os vários temas do meu interesse, esse é um dos poucos sobre os quais eu nunca havia escrito praticamente nada.

Sempre preferi Tio Patinhas ao Donald. Hoje sei que estava certo!

4. Posso ajudar outras pessoas a fazerem as pazes com o dinheiro
Assim como eu, muitas pessoas, em algum período da vida, absorveram crenças negativas sobre ter ou desejar ter dinheiro. Crenças e ideologias baseadas na ideia de escassez, que acabam incutindo culpa naqueles que aspiram riqueza material. Quero dividir com essas pessoas o aprendizado que tive (e continuo tendo a cada dia), que permitiu que eu me reconciliasse com meu sonho dourado da infância. Mesmo que nem todo mundo queira ter tanta riqueza quanto o velho pato da Disney, muitos passam a vida sem realizar seus sonhos por bloquearem seus desejos materiais, e isso pode ser mudado.

5. Alguém precisa ensinar sobre Abundância
Há mais de um século Wallace D. Wattles já falava em seu livro "A Ciência de Ficar Rico" sobre o poder de criar riqueza sem tirar de ninguém, usando apenas a energia abundante que existe no Universo, mas até hoje a imensa maioria das pessoas acredita que os únicos recursos meteriais de que dispomos são aqueles já existentes, cada vez mais escassos diante número crescente de pessoas que habitam este planeta, o que tem levado a inúmeros conflitos, guerras e destruição. Existem portanto, neste exato momento, mais de 7 bilhões de pessoas necessitando do conhecimento que tenho hoje sobre abundância e criação de riqueza e fico muito feliz em levar esse conhecimento para o máximo de pessoas possível.

Quer me ver pessoalmente falando de dinheiro e abundância?
Contrate uma palestra!

6. Quero ganhar dinheiro falando de dinheiro
Ao contrário do que se pensa, criar riqueza usando a Lei da Atração não significa ficar deitado numa rede esperando a riqueza cair no colo (embora isso seja possível!). Podemos usar os meios tradicionais para criar canais por onde a riqueza irá fluir até nós. Eu tenho um conhecimento valioso, que pode ajudar você e tantas outras pessoas a mudarem suas vidas e com isso até mesmo mudar o mundo em que vivemos. Nada mais justo do que eu ser muito bem pago para passar esse conhecimento adiante. Palestras, vivências e consultorias pessoais são produtos que estou colocando no mercado para oferecer a todos que estiverem interessados em mudar suas crenças, se livrarem de padrões mentais limitantes e se tornarem capazes de criar o dinheiro e a riqueza necessários para a plena realização de suas vidas.

Além desses produtos pagos, disponibilizo gratuitamente na internet exercícios e dicas sobre como mudar sua mente para atrair e criar riqueza. Para ter acesso e acompanhar tudo basta se inscrever aqui no blog e me seguir nas minhas redes sociais. 😉

Elinaudo Barbosa
9 de novembro de 2016

0 comentários:

Postar um comentário

Comente com o Facebook: