quinta-feira, 24 de outubro de 2013

O desafio de preparar e apresentar uma palestra em menos de 2 dias

Era segunda à noite, eu tinha acabado de fazer o “mercantil” (como nós cearenses chamamos as compras do supermercado) quando Pablo Robles, meu amigo e presidente do Instituto Sinergia Social me ligou com uma pergunta quase retórica: se eu gostava de desafios.

O desafio era preparar e apresentar uma palestra com o tema Captação de Recursos e Parcerias para apresentar em uma das oficinas do 6ª Fórum de Responsabilidade Socioambiental e Cultural, que ocorreria dali a menos de dois dias. O evento recebera mais inscrições do que a expectativa e a sala onde haveria a oficina programada não comportava todos os inscritos, era preciso mais uma sala e mais uma pessoa para ministrar o conteúdo.

Embora o tema seja uma de minhas áreas de interesse eu nunca tinha falado ou escrito nada sobre captação de recursos antes. Fiquei uma meia hora pensando se daria conta. Era o tempo que Pablo levaria para me retornar com maiores informações sobre o evento, a sala etc. Nesse tempo de curta espera me lembrei das minhas breves experiências com captação e da minha longa trajetória no setor de ONG’s, movimentos socioambientais e de meus estudos sobre a parte de gestão estratégica das organizações. Quando ele me retornou eu respondi afirmativamente. Topei o desafio!

Dali em diante, nas próximas 30 horas, eu tinha de reler rapidamente publicações que eu estudara antes (algumas delas anos antes), reunir informações atualizadas sobre o tema e montar uma apresentação de slides como suporte para uma exposição oral de mais de uma hora.

Ao meio dia da quarta-feira, 23 de outubro, menos de dois dias depois do convite eu estava lá com slides prontos e texto na ponta da língua. Terminei, de acordo com alguns feedbacks que recebi, fazendo uma boa palestra, transmitindo de maneira clara e didática as informações e a minha visão sobre o campo profissional e operacional da captação e mobilização de recursos e parcerias.

É claro que eu não teria topado o desafio só pelo desafio. Levei em conta minha experiência no campo social e minha habilidade desenvolvida ao longo dos anos para falar em público e para o público. Foi através da junção da minha experiência prática, dos anos de estudo como autodidata que sou e das minhas habilidades de fala e de síntese que eu consegui vencer o desafio de montar e apresentar uma boa palestra em tempo recorde, oferecendo bons subsídios para o dia-a-dia institucional daquelas pessoas que foram lá me ouvir.

Valeu o desafio, valeu ter topado. Lembrando o tema do evento, os Oito Jeitos de Mudar o Mundo, quando encaramos com determinação os bons desafios, nós podemos!

0 comentários:

Postar um comentário

Comente com o Facebook: